Aumento da Temperatura Recorde em 2015 – Kevin Trenberth

para o século 20 as temperaturas estão altas cerca de 0.9 graus Celsius, ou algo assim. Então, quando se fala de um salto de 0.2°C, 0.2 é 20 porcento do aumento total do século passado inteiro, e tudo isso aconteceu neste último ano (2015).

Kevin Trenberth, PhD, é investigador sénior no Centro Nacional para a Pesquisa Atmosférica no Colorado.

Peter Sinclair é um videógrafo especializado em questões sobre Alterações Climáticas e soluções de energias renováveis. O senhor Sinclair produz as séries de vídeo “This is Not Cool”, para Yale Climate Connections. Ele produziu mais do que 100 vídeos nas séries “Climate Denial Crock of the Week”, uma resposta cientificamente rigorosa e satiricamente afiada aos muitos pedaços de informação errónea na ciência climática, e desinformação, frequentemente encontradas na Internet – os quais o senhor Sinclair chama de “Bobos climáticos – algo que Rush Limbaugh pode dizer em 10 segundos mas demora uma hora a desempacotar por um cientista honesto”.

Transcrição:

Aumento Recorde da Temperatura em 2015 – Kevin Trenberth

Haviam vários registos de superfície derivados de diferentes organizações, da NASA, da NOAA, do Met Office do Reino Unido e assim, e todos eles dão a mesma história: 2015 está a revelar-se como o ano mais quente no registo, de longe. Está um par de décimos de grau Celsius acima de tudo o que temos visto antes, e isso é muito. As mudanças normais que temos visto, então, 2014 era anteriormente o mais quente do registo mas, sabem, estava alguns centésimos de grau mais quente do que o mais quente anterior, que foi 2010, e assim por diante, e normalmente… o aumento global da temperatura agora, estimamos que seja acima de 1 grau Celsius desde os tempos pré-industriais. Agora, dos tempos pré-industriais, talvez no final dos anos 1800 até, não temos registos tão fiáveis, e então a maioria dos registos são mais viáveis… digamos após… para o século 20, e para o século 20 as temperaturas estão altas cerca de 0.9 graus Celsius, ou algo assim. Então, quando se fala de um salto de 0.2°C, 0.2 é 20 porcento do aumento total do século passado inteiro, e tudo isso aconteceu neste último ano. As flutuações normais de ano para ano com o El Niño têm uma amplitude máxima de mais ou menos o mesmo, logo, qualquer coisa acima de 0.2°C é aquilo que consideramos significante, logo um aumento de 1 grau na temperatura é altamente significante, está bem fora do intervalo de ±0.2°C que são esperados na variabilidade natural. Irá descer um pouco outra vez mas, creio que está propensa a manter-se elevada neste novo nível e tipo flutuar à volta de um novo nível. Este é o modo como tem sido no passado e penso que é isso que podemos esperar.
Recolher Transcrição

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *