Seca e Mudança Climática Originam Incêndios Enormes em Pleno Novembro

É Novembro. Um mês em que os Estados Unidos deviam estar a arrefecer em direção a condições típicas de Inverno. Mas para a região montanhosa ao longo da área de quatro estados que faz fronteira com Kentucky, Carolina do Norte, Geórgia e Tennessee, o clima está tudo menos típico de Outono. Lá, enormes incêndios florestais estão agora em ira, expulsando plumas maciças de fumo sufocante para o ar anormalmente quente sobre terras que foram secas pelas alterações climáticas relacionadas com o calor.

Incêndios Maciços Atingem Terras Secas
Calor e seca extremos causam incêndios em Novembro nos EUA

Incêndios muito grandes que queimam toda a região da Smokey Mountain a 7 de Novembro. Fonte da imagem: LANCE MODIS). Em pleno Novembro, em dia de eleições, incêndios enormes ardiam nos Estados Unidos, um país cujos candidatos presidenciais não incluíam a Mudança Climática nos seus debates.

Na imagem de satélite acima, tirada pela NASA a 7 de Novembro de 2016, vemos vários fogos com frentes que variam entre 1 a 5 milhas de largura, em erupção sobre a região de Smokey Mountain da Carolina do Norte, Tennessee, Geórgia e Kentucky. Alguns incêndios parecem ter-se escarranchado na fronteira com a Virgínia. Grandes incêndios também queimam mais a leste entre Ashville e Charlotte. Juntos, estes incêndios estão a emitir nuvens de fumo que agora se estendem 350 milhas para cima — flutuam para norte e oeste, pelos ventos quentes do sul.

Avisos de incêndio e anúncios públicos incitando as pessoas a não fazerem fogueiras foram feitos a 1 de Novembro. O Centro National Interagências para os Incêndios (NIFC) forneceu informação inicial sobre vários incêndios que se iniciavam por toda esta região de quatro estados, a 4 de Novembro. As imagens do satélite MODIS para o dia 4 mostram que estes incêndios eram então muito menores — pouco visíveis na imagem. Relatórios de imagem e no terreno agora indicam que os incêndios se tornaram consideravelmente maiores e mais ameaçadores no fim de semana.


(A vista sobre a Carolina do Norte ocidental ontem à tarde quando os incêndios florestais queimavam através da região montanhosa.)

Na segunda-feira, agências de notícias locais estavam a relatar o surto de 170 incêndios só na Geórgia, com 4.000 acres já queimados na parte norte do estado. No Tennessee, 96 incêndios ativos atualmente foram relatados como tendo consumido 9.000 acres. Campbell, na parte oriental do estado, foi particularmente atingida com mais de 3.400 acres queimados até esta tarde e a qualidade do ar em declínio desencadeando Alertas de Código Vermelho. No Kentucky, 11.000 acres tinham sido consumidos pelo incêndio até segunda-feira. A Carolina do Norte, por sua vez, chamou 350 bombeiros para combater várias chamas grandes e crescentes.

Seca Abrupta, Aquecimento Extremo

Ao longo de Setembro e Outubro, os dois terços orientais dos EUA tem estado extremamente secos e extremamente quentes. As temperaturas para o mês de Outubro variaram entre 3 a 5 graus Celsius acima da média na maioria dos 48 estados mais abaixo.

Mapa da seca nos Estados Unidos

Calor extremo sobre o sudeste dos Estados Unidos ajudou a promover condições de seca repentina juntamente com incêndios muito grandes agora a arderem na Carolina do Norte, Tennessee e Kentucky. Fonte da imagem: O Monitorização da Seca dos EUA.

Juntamente com o calor veio um rápido aparecimento de condições de seca. Em particular o Mississippi, Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte, Tennessee e Kentucky experimentaram condições cada vez mais extremas. No Kentucky, por exemplo, a semana que terminou a 1 de Novembro viu a cobertura do estado pela seca mais do que triplicar (de 24 por cento para 81 por cento da área terrestre do estado).

Seca repentina é uma nova forma de mudança climática provocada pelo aumento das taxas de evaporação devido ao aquecimento das terras e do ar. O calor extra tira a humidade do solo e da vegetação mais rapidamente e pode desencadear o surgimento de condições extremas em escalas de tempo curtas. A seca repentina em curso já andava a causar problemas no Sudeste antes da recente onda de incêndios florestais. Contudo, dado o calor intenso e fora de época e a velocidade com que as terras secaram, o presente surto de incêndio representa um perigo grave e incomum para esta altura do ano.

Traduzido do original Drought, Climate Change Spur Severe Election Day Wildfire Outbreak Across Four-State Area, publicado por Robertscribbler em http://robertscribbler.com/ a 8 de Novembro de 2016.

Estes conteúdos são traduzidos e/ou legendados por voluntários motivados pelo desejo de facilitar o conhecimento a todos e assim melhorar as nossas vidas. Qualquer pessoa pode fazer o mesmo.
Para iniciar ou sugerir uma tradução, clique aqui.
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *